Anyway wind blows





26/05/2014 às 4:46pm · 8,172 notes


16/05/2014 às 7:25pm · 11,557 notes


20/04/2014 às 6:07pm · 235,629 notes


12/04/2014 às 6:12pm · 165,396 notes

(via sintoso)


12/04/2014 às 6:12pm · 14,620 notes

Família

Tristeza, decepção, impotência, ódio e culpa. Parece que o vento é feito disso tudo e eu sou a pessoa que fica na proa do barco sentindo a brisa no corpo, entrando no nariz, enchendo os meus pulmões e me matando aos poucos, como a fumaça de um cigarro mata o fumante suicida.

Dia após dia eu continuo na proa, e enquanto o vento me sufoca, meus pensamentos viajam pra mente dos que estão ao meu lado, debaixo do mesmo teto, que comem a mesma comida, e dividem a proa comigo, mas quando eu volto a mim não os encontro aqui ou não os vejo.

Aqui eu posso ver a origem de tudo o que me mata, posso ver os culpados, posso ver o que o poder faz e o que a falta e a indiferença pela falta dele faz. Eu olho para todos, eu me vejo no espelho e parece que eu sou feita de átomos de culpa eletrizados com carga negativa, mas envolvida por uma fita isolante e que sempre é tirado um pedaço toda vez que eu vejo o egoísmo em cada um daqueles que sofrem comigo.  Eu me enrolei na fita pra não machuca-los e eles sempre vêm descolar um pouco dela de mim. Sei que não é de propósito, mas é sem pensar, logo eles que me ensinaram a pensar…

Enquanto eu estou em mim, escrevendo tudo o que era preciso falar, eu vejo que a culpa disso tudo não está em uma só pessoa, está nas três, em mim e neles. Para o problema, que parece não ter uma solução, tem algo que pode desacelerar a velocidade do barco, quanto mais leve mais rápido fica. Mas eu li que a morte é definitiva e que a vida é cheia de possibilidades e minha covardia me fez aceitar isso como um fato. Me vem mais ódio. O meu país é capitalista e a educação é desprezada, eu não tenho capital, eu não tenho paz, eu quase não tenho possibilidades. Existe uma possibilidade chamada força de vontade, mas como usá-la se tudo ao meu redor é fraco?

É difícil, é complicado, e o pior de tudo é que é real, eu não tenho a opção de acordar e perceber que tudo é um pesadelo e isso é o que mais me incomoda. Vivo com pessoas totalmente diferentes de mim, que sabem onde estão, não sabem pra onde vão, e não fazem questão de sair do lugar. Só falar não adianta, as palavras que eu ouço só piora tudo e as atitudes que eu vejo nós deixa mais pregados ao chão seco, sem chuva, sem vida, sem praia, sem atenção de quem governa o país capitalista, democrático, mestiço e feliz.

29/03/2014 às 2:29pm · 0 notes

O Tempo Não Apaga *-*


25/03/2014 às 2:25pm · 0 notes
Amozim

Amozim


12/03/2014 às 12:09pm · 0 notes


11/03/2014 às 6:11pm · 666,599 notes

(via sabotagge)


11/03/2014 às 6:09pm · 120,478 notes

theme: cerejadosundae. Don't Copy bitch. + + +